Enquete: Apoio à Ucrânia cai nos estados membros da UE

O apoio à venda de armas para a Ucrânia e à recepção de refugiados do país diminuiu no público da UE, de acordo com uma pesquisa realizada por eupinions resultado Tem. No entanto, a maioria dos europeus ainda apoia medidas de apoio a Kiev no conflito com Moscou, mostra a pesquisa. Os resultados da pesquisa, realizada em junho em 27 estados membros da UE, foram publicados na quarta-feira.

De acordo com isso, 60% de toda a população da UE apoia a entrega de armas a Kyiv. Observando os resultados da pesquisa em cada país, as remessas na Polônia são as mais apoiadas. Lá, 84% dos entrevistados se manifestaram a favor. Na Itália, apenas 42% apoiaram essa medida. Um resumo do estudo afirmou:

“A Itália é o único Estado-Membro onde a maioria dos cidadãos se manifestou contra o fornecimento de armas.”

60% dos entrevistados acreditavam que as autoridades da UE deveriam fornecer armas para a Ucrânia, enquanto 54% preferiam que fossem emitidas diretamente por seus países de origem. Uma pesquisa semelhante publicada por “eupinions” em maio mostrou que 64% na União eram a favor das entregas de armas.

Enquanto isso, Moscou criticou repetidamente os EUA e a União Européia por fornecer armas a Kyiv, alertando que essas medidas apenas prolongarão os combates e aumentarão o risco de um confronto direto entre a Rússia e a OTAN.

De acordo com a pesquisa, o apoio à aceitação de refugiados ucranianos na UE caiu de 5% para 81% desde março. O apoio é mais forte na Alemanha, Itália e Espanha, com 83%, 84% e 90% a favor, respectivamente, e menos na Polônia com 77% e na França com 76% dos entrevistados.

Os entrevistados também foram solicitados a nomear o país que acreditavam ser o aliado mais confiável da UE, com 77% dizendo que eram os EUA. O apoio aos Estados Unidos como aliado é maior na Polônia, com 91%, e menor na Itália, com 71%. Apenas 10 e 13 por cento dos europeus, respectivamente, consideram a China e a Rússia aliados internacionais confiáveis.

No geral, os autores desta pesquisa concluíram que “as medidas para ajudar a Ucrânia a se defender contra a Rússia continuam populares” na UE.

Mais sobre o assunto – “Faça a paz sem armas!” – Manifestantes exigem solução diplomática em vez de entregas de armas



Source link