Banco Central da Rússia estende restrições a saques em euros e dólares

O Banco Central da Rússia estendeu suas restrições aos saques em euros e dólares americanos por mais seis meses até 9 de março de 2023. O banco é forçado a manter as regras, pois as sanções atuais proíbem as instituições financeiras russas de adquirir dinheiro de países ocidentais, disse o banco em comunicado na segunda-feira.

As regras foram introduzidas logo após o início da guerra na Ucrânia. Cidadãos russos com contas bancárias em euros ou dólares americanos só podem sacar um máximo de 10.000 dólares americanos (ou o mesmo valor em euros). O valor restante pode ser retirado apenas em rublos. Se a moeda estrangeira chegar à conta após 9 de março, ela será paga apenas em rublos à taxa de câmbio atual.

Além disso, outras restrições às compras de divisas serão aplicadas até março do próximo ano: os bancos russos só podem vender euros e dólares americanos para a população que entrou em seus cofres após 9 de abril de 2022. Outras moedas estrangeiras são vendidas sem restrições.

Em 22 de julho, a presidente do Banco Central, Elvira Nabiullina, disse que não havia razão para acreditar que as entradas de dinheiro em moeda estrangeira para a Rússia melhorariam. Nesse sentido, ela já sinalizou que o banco central seria obrigado a estender as restrições.

Mais sobre o assunto – Irã introduz sistema de pagamento russo Mir



Source link